Crianças Especiais

Aplicativo colabora com a comunicação de crianças com síndrome de Down

Um dos grandes desafio para as crianças com síndrome de Down é transpassar a barreira da fala. 

Sessões de fonoaudiologia colaboram nesse processo, como os estímulos da família.

A comunicação das crianças é uma grande preocupação dos pais, Pois q falta dela dificulta a interação com outras pessoas e a inclusão na comunidade.

Tomando essa premissa como base, baseada em experiências pessoais a questão foi apresentada para pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto (SP).

A maior dificuldade para as famílias era que os pequenos fossem estimulados a exercitar a fala sem a presença constante de fonoaudiólogos.  

Após anos de pesquisas e desenvolvimento , surgiu o utilitário “SofiaFala”, que aproveita o fato de todo mundo ter um smartphone para criar baterias de exercícios semelhantes às dos profissionais.

Reprodução: R7

O aplicativo também dará feedback sobre os exercícios.

A interface é bem simples: figuras, palavras e sons aleatórios aparecem a cada rodada e a criança precisa repetir, tocando no ícone do microfone. Quanto melhor a pronúncia, maior é a nota e o estímulo para que ela continue se aperfeiçoando. São vários tipos de tarefas (como estalo de língua e fonemas específicos) e diferentes gêneros e itens.

Sofia fala

No momento, o “SofiaFala” segue em fase de testes. E a ideia é que a indústria também se sensibilize com essa iniciativa e, de repente, até consiga desenvolver essa ideia em outras frentes — como o mesmo programa adaptado a uma boneca, por exemplo, ou outros itens e atividades que possam aliar educação às práticas lúdicas.

Esperando em breve que essa nova tecnologia esteja disponível para as nossas crianças.

Lembrando que o App é uma ferramenta complementar as sessões de fonoaudiologia e que o acompanhamento profissional deve ser mantido para a efetividade dos resultados. 

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós. 

Imagem capa: Reprodução http://www.diariocontraste.com

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar