De Olho na LeiNossas Colunistas

13º salário é agora para todos do Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta manhã vários instrumentos de mudanças e novas políticas para o país. Essas  fazem parte das ações de 100 dias de governo, que foi celebrado hoje no Palácio do Planalto. Entre eles, a Política Nacional de Alfabetização e a revogação de colegiados com a participação da sociedade civil no âmbito da administração pública federal. Bolsonaro também anunciou o 13º para famílias que recebem o Bolsa Família.

Primeiramente, Bolsonaro agradeceu à sua equipe o empenho nesses dias e reafirmou os compromissos do governo em trabalhar “com foco na valorização da família, nos valores cristãos, para uma educação de qualidade e sem viés ideológico”.

“Estamos buscando alavancar nossa economia com geração de emprego e renda, com desburocratização do Estado brasileiro, com aperfeiçoamento do pacto federativo, com um governo transparente e com critérios técnicos, com austeridade dos gastos públicos, sem com foco no melhor para o cidadão brasileiro”, disse.

Primeiros 100 dias

Bolsonaro destacou o cumprimento de metas para esses 100 dias nas áreas social, de infraestrutura, econômica, institucional e ambiental, e o empenho do governo em aprovara a nova Previdência, “que tem especial papel no equilíbrio das contas públicas e futuros investimentos”. “Tivemos um intenso ritmo de trabalho nos 100 dias governo e continuamos empenhados nas melhores práticas de governança do Estado para que tenhamos uma nação mais justa, próspera e inovadora”.

Após o evento, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, 11, por meio de sua conta no Twitter, a criação do pagamento de 13º salário às 13,9 milhões de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família. Promessa de campanha de Bolsonaro e uma das prioridades entre as metas para os 100 primeiros dias do governo, a medida valerá já a partir de 2019.

Segundo o presidente, os recursos para custear o pagamento extra pelo Ministério da Cidadania virão do combate a fraudes e repasses indevidos do programa social.

O Bolsa Família é um programa do governo que atende às famílias com crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos que vivam em pobreza e extrema probreza. Considera extrema pobreza, quando a renda per capita (por pessoa da família) seja de até 89 reais mensais e entre 89,01 reais e 178 reais mensais. De acordo com o Ministério da Cidadania, ocupada por Osmar Terra, o 13º do Bolsa Família será pago em dezembro para todos os beneficiários, seguindo o calendário regular de repasses do programa.

Discurso

Em seu discurso hoje o presidente nada falou sobre a criação do 13º salário do Bolsa Família. Apesar de ser  visto como trunfo presidencial para minimizar sua rejeição entre a população mais pobre.

A medida só foi lembrada pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, entre as 35 metas prioritárias para a data cumpridas pelo governo. Rêgo Barros citou ainda a extinção de 21.000 cargos e funções gratificadas, o pacote anticrime enviado ao Congresso e concessões e leilões no setor de infraestrutura.

Todavia, sua fala durante o evento teve apenas cinco minutos, depois do balanço feito por Rêgo Barros, o presidente ecoou a retórica de sua campanha e declarou que trabalha “com foco na valorização da família, nos valores cristãos e numa educação de qualidade sem viés ideológico”. Ele também se limitou a abordar a importância da reforma da Previdência “no equilíbrio das contas públicas e nos futuros investimentos” e destacou as viagens e parcerias com “grandes nações” e citou Estados Unidos, Chile e Israel.

Porém, Bolsonaro fez questão de anunciar a medida em sua rede social. O presidente utiliza-se da rede para se comunicar com a população desde as eleições.

Por fim, deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar