Depoimentos

Um simples hábito causou a perda do polegar de uma jovem de 21 anos

Um estudante teve que ter seu polegar amputado depois de desenvolver uma forma rara de câncer que ela acredita estar ligada a roer as unhas.

Courtney Whithorn, com 21 anos, começou a roer as unhas, aos 16 anos,  depois de ter sido vítima de bullyng  na escola.  Em 2014, seu hábito de roer unha se tornou tão intenso que ela roeu a unha inteira do seu polegar.

O bullyng na escola começou quando rumores sobre ela foram lançados. As pessoas a ignoravam totalmente na hora do almoço como se ela não existisse. Roer unha para ela foi um mecanismo de fuga.

Durante todos esses anos ela conseguiu esconder sua hábito de amigo e familiares. Mas há pouco tempo ela percebeu que seu polegar começou a ficar preto.

Ela costumava esconder o polegar com unhas  postiças para que ninguém soubesse como ele estava.

O estudante de psicologia acabou sendo diagnosticada com um câncer raro, o melanoma subungueal lentiginoso acral, que pode estar ligado diretamente ao hábito de roer unha.

O melanoma subungueal lentiginoso acrílico é um tipo de melanoma que aparece nas palmas das mãos, sob as unhas ou solas dos pés.

A causa do câncer raro não é conhecida, pois nem sempre está ligada à exposição ao sol, mas alguns estudos sugerem que um trauma anterior ao tratamento, como um corte ou lesão, poderia estar ligado à doença.

Câncer raro vinculado a trauma

O melanoma lentiginoso acral é um tipo de melanoma que se inicia nas palmas das mãos, nas unhas ou nas solas dos pés.É mais comum nos pés do que nas mãos e surge na pele de aparência normal, ou pode se desenvolver dentro de uma toupeira existente.Começa como uma mancha plana de pele descolorida, que cresce lentamente .No início, as células malignas permanecem dentro do tecido de origem, a epiderme .O melanoma lentiginoso acral torna-se invasivo quando as células do melanoma se espalham para outras áreas.É relativamente raro em comparação com outros tipos de melanoma e não está ligado à exposição solar.A causa ou as causas do melanoma lentiginoso acral são desconhecidas, mas alguns estudos o relacionaram com trauma na área – como um corte ou lesão.

Sintomas:

  • grande mancha de pele descolorida;
  • pode ser de cores diferentes, incluindo marrom, azul-cinza, preto e vermelho
  • superfície lisa no início que depois se torna mais espessa com uma forma irregular
    ulceração ou sangramento

Tratamento:

O câncer precisa ser cortado durante a cirurgia.As biópsias precisarão ser realizadas para determinar o quanto o câncer se espalhou e quanta carne precisa ser cortada.

Amputação e a superação

Desde o seu diagnóstico em julho do ano passado, Courtney passou por quatro cirurgias.

Apesar das tentativas de salvar seu polegar, ela teve que amputar na semana passada.

Ela acredita que sem a presença de seu namorado e de sua família ela não teria superado isso.

“Eu quero compartilhar minha história para as pessoas que estão sendo vítimas de bullying e para as pessoas que estão fazendo o bullying, relata Courtney.

“Espero que isso faça com que parem de fazer o que estão fazendo ou dê coragem a alguém para falar e pedir ajuda ou contar aos pais o que está acontecendo na escola”.

Hoje, Courtney quer que os outros estejam cientes dos danos que podem ser causados ​​pelo hábito de roer unhas.

A paixão de Courtney por escrever foi afetada, já que a amputação foi em cima da junta.

O estudante também teve que adiar seus estudos na Griffiths University para se recuperar. Ela teve que  adiar a universidade porque não pode escrever. Ela está no segundo ano e se formaria ano que vem.

Sua recuperação está sendo boa, mas ela terá que passar por acompanhamento médico pelos próximos cinco anos.

É sempre bom ficarmos atentos aos hábitos de nossos pequeno, para que isso não aconteça. Roer unha é um hábito ruim, e quanto antes pudermos evitar que nossas crianças o tenham é melhor.

Há um esmalte que ajuda evitar colocar a mão na boca, e outras estratégias para não roer unha. Vale sempre a pena tentar!

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *