Crianças EspeciaisGeralGravidez

Nascimento de bebê prematuro mobiliza dezenas de profissionais em MS

Nascimento de bebê prematuro mobiliza dezenas de profissionais em MS

O nascimento de um bebê prematuro mobilizou dezenas de profissionais no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS).

A gestante estava com 34 semanas quando houve a necessidade da intervenção cirúrgica.

O procedimento aconteceu há poucos dias e a equipe médica resumiu o atendimento como “desafiador e surpreendente”.

No último dia 7, Vanessa Barbosa Furtado se queixava de dor abdominal ao chegar no hospital.

Foi medicada, examinada e mantida em observação no hospital.

Um dos exames apontou que o bebê  estava com Teratoma Cervical, que, segundo a equipe responsável, é um tumor constituído de células parenquimatosas, representativas de mais de uma camada germinativa.

Com o diagnóstico em mãos, a equipe passou a estudar o caso com informações de artigos científicos, além da experiência dos profissionais, que ainda fizeram simulações teóricas. Participaram: médicos, cirurgiões, enfermeiros, anestesistas, obstetras, pediatras com especialidade na cabeça e pescoço, além de intensivista neonatal, técnicos e até fisioterapeutas. Houve então a definição do melhor tratamento, que seria a ressecção cirúrgica do tumor, com manutenção do aporte respiratório. Neste procedimento, o bebê foi parcialmente retirado do ventre por meio da cesariana e depois foi entubado. Em seguida, ele foi levado para outra sala do centro cirúrgico e lá houve a retirada do teratoma, enquanto a mãe também passava pela conclusão do parto.

Vanessa já teve alta médica e o filho, de nome José, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal por conta da prematuridade e também para acompanhamento especializado da evolução do paciente. “Toda a minha família é muito grata, primeiramente a Deus por estar conosco e por ter guiado todos os profissionais durante o parto do meu filho, e com certeza somos gratos também por toda equipe, por todo acompanhamento e dedicação”, disse, ainda no hospital, a mãe Vanessa.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: G1/MS
@exclusivo24hs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar