Geral

Filha adotiva anã é abandonada após tentar ferir a família

Filha adotiva anã é abandonada após tentar ferir a família

Uma mulher acusada de abandonar sua filha diz que a menina que adotou há quase dez anos é, na verdade, uma anã adulta que “tentou matar” sua família.

Essa terrível história tem algumas semelhanças com o filme de terror “A Órfã”,

Kristine Barnett e seu ex-marido, Michael, foram indiciados pela Justiça americana por negligência depois de abandonar Natalia Grace, que teria nascido na Ucrânia. Eles supostamente teriam abandonado a filha em um apartamento alugado antes de se mudarem para o Canadá, em 2013.

Desde então, os pais não teriam tido mais contato com a filha.  Natalia é anã, com  91 cm de altura e e se locomove com dificuldades.

Kristine, de 45 anos, em sua defesa alega que é Natalia é uma impostora. Ela tinha, na verdade, 22 anos e não 9, quando foi adotada, em 2010.

Segundo uma carta do médico da família, que Kristine mostrou a uma TV local, a data de nascimento de Natalia no momento da adoção estava “claramente imprecisa”. A carta, que não se sabe se é verdadeira, diz que ela tem dentes de adulto e já havia começado a menstruar.

Semelhanças com o filme

Kristine disse jornal britânico Daily Mail que a filha adotiva teria tentado ferir outros integrantes da família enquanto todos dividiam o mesmo teto.

Além do fato de mentir a idade, Natalia escondia facas nos sofás, falava para a família que iria matá-los, colocava produtos químicos no café de Kristine,  pulava do carro em movimento, sujava o espelho de sangue, entre outras coisas terríveis.

De acordo com Kristine,  ela não cometeu nenhum delito contra criança já que Natalia seria um adulto. Segundo, alega Kristine os médicos, ao examinarem a menina, confirmaram  que ela sofria de uma doença grave somente diagnosticada em adultos.

Após essa confirmação, a família não desistiu da filha, buscaram a ajuda de um médico que pediu testes de densidade óssea para determinar a idade verdadeira de Natalia. Os resultados teriam mostrado que ela tinha pelo menos 14 anos.

Kristine alega que, quando obteve os resultados, começou a comprar roupas mais apropriadas para a adolescente, mas percebeu rapidamente que seu comportamento passou a mudar.

Em 2012, Natalia foi encaminhada para uma clínica psiquiátrica depois de supostamente tentar empurrá-la sobre uma cerca elétrica. Segundo Kristine, foi quando Natalia teria confessado que ela era mais velha do que parecia.

A família então entrou na Justiça para corrigir a idade real de Natalia para que ela pudesse receber tratamento psiquiátrico adequado como adulta. Eles sustentam que uma juíza aceitou o pedido e mudou seu ano de nascimento para 1989.

Quando Natalia recebeu alta da clínica psiquiátrica no mesmo ano, a família alugou um apartamento para ela e passou a pagar seu aluguel antes de se mudar para o Canadá.

No entanto, Kristine diz que Natalia teria cortado contato com a família e eles acabaram perdendo contato.

Divergências de informações

Segundo documentos apresentados no processo são citados dois relatórios médicos que indicam que Natalia tinha oito anos em 2010 e 11 em 2012. Sendo assim, ela teria 18 anos atualmente. Ou seja, seria, de fato, menor de idade, além de sua condição frágil, quando foi adotada pelos Barnetts. Não podendo assim ter sido abandonada pela família.

Tanto Michael quanto Kristine foram liberados pela polícia sob fiança.

Todavia, não há informações do que aconteceu com Natalie desde que ela foi abandonada no apartamento.

Por fim, Michael deve comparecer em um tribunal no fim deste mês.

 Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *