Dicas da Vovó

Chá de picão contra icterícia funciona ?

Chá de picão contra icterícia funciona ?

Segundo especialistas chá de picão não possuí nenhum efeito sobre a icterícia do bebê recém nascido . É assim que se aprende na faculdade. Algumas crendices populares são desacreditadas por pesquisadores por falta de evidência científica.

Mas a crendice popular em relação a erva é assertiva alegando que a ação dela é efetiva, não apenas contra a icterícia, bem como para tratamento de outras doenças.

Em 2010, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma regulamentação para o uso de plantas medicinais, com o objetivo de popularizar a prática, a RDC nº 10.

A medida, foi substituída pela RDC 26/2014. A normativa busca esclarecer quando e como as drogas vegetais devem ser usadas para se alcançar efeitos benéficos.

Inclusive há uma monografia no site da Anvisa falando especificamente do Picão (Bidens Pilosa) e sua indicação para tratamento da icterícia:

O picão-preto, planta cujo nome científico é Bidens pilosa é tradicionalmente utilizada pela cultura popular para tratar icterícia, doença comum em recém-nascidos, provocada por elevação de bilirrubinas no sangue , deixando a pele e a parte branca dos olhos amareladas.

A erva apresenta propriedades anti-inflamatórias, antidiabéticas, diuréticas, antioxidantes, antissépticas, anti-ulcerosas, hepatoprotetoras e antiespasmódicas. São vários estudos publicados com testes in vivo , ou seja , em animais que indicam uma ação benéfica em vários órgãos , inclusive antibacteriana.

…”Conforme demonstrado, a espécie Bidens pilosa apresenta diversas atividades farmacológicas, que podem ser atribuídas aos diversos compostos secundários presentes na espécie, porém mais estudos são necessários para caracterizar sua eficácia e segurança de uso, especialmente através estudos clínicos, já que estes ainda não foram feitos”… ( MONOGRAFIA DA ESPÉCIE Bidens pilosa (Picão – preto) – Brasília 2015).

Como usar ?

Não há segurança comprovada do seu uso por via oral em recém nascidos . No entanto, há indicação de sua utilização durante o banho do bebê.

Pode fazer mal?

Segundo, a pesquisa apresentada na monografia do Ministério da Saúde, não há toxicidade ou indício de que seja uma substância irritante quando aplicada na pele.

Atenção:

Apesar da pesquisa apontar que não há contra indicação no uso da erva, a Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que o médico deve ser consultado, só ele é capaz de determinar qual o tratamento deve ser realizado em seu bebê.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://drafernandapediatra.com

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar