Fases e Fatos,  Primeira Infância

Bebê nasce prematuramente e pai abandona a família

Gisele Mafra, de 27 anos, ainda estudava pedagogia quando seu então marido insistiu para que tivessem um filho.

Gisele queria terminar a faculdade antes de começar as tentativas, no entanto depois de um tempo ela engravidou.

A gestação estava seguindo sem nenhuma intercorrência, quando com 23 semanas Gisele foi diagnosticada com pré-eclâmpsia. Pré-eclâmpsia consiste um distúrbio durante gravidez em que a pressão arterial aumenta drasticamente e há um aumento significativo de proteína na urina.

Diana nasceu prematura com 27 semanas, nesse ínterim Gisele após o parto passou por duas cirurgias por causa de complicações no parto.

Após toda a luta de Gisele e Diana para manterem-se vivas Gisele e o marido se separaram.  “Ele me contou que mesmo que a gente se amasse, era muita responsabilidade para ele”, explicou Gisele.

De acordo com Gisele, “Eu queria ser mãe, mas depois que eu terminar a graduação de pedagogia na faculdade, mas meu marido insistiu em termos um filho, então começamos a tentar, depois de 1 ano e meio, eu engravidei da Diana, depois de 6 meses, fui diagnosticada com pressão alta e fui internada logo em seguida, depois de um tempo fui submetida a uma cirurgia de emergência, minha filha Diana estava com um sofrimento fetal, nasceu com 34cm de altura e pesando 750 gramas, nem pude ver minha filha, a médica já foi levando Diana para outra sala, a médica distante já falou que minha filha estava muito mal, ela estava com, pulmões, circulação e coração sem funcionar, foi praticamente ressuscitada”, relatou Gisele

Susto

Com uma vida complicada adiante, em vez de ter o apoio do marido ele simplesmente, pediu demissão do atual emprego, vendeu os imóveis e saiu da cidade.

A mãe não teve nem tempo para lidar com o sumiço do marido, pois, Diana estava no hospital há cerca de 18 dias, e no dia seguinte da notícia a menina apresentou um quadro infeccioso, Gisele diz que só pensava que ia perder a filha.

Atualmente, Diana está maior, mas seu desenvolvimento com idade menor que sua idade biológica e requer uma atenção redobrada e multidisciplinar.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *