Fases e FatosPrimeira Infância

Idoso de 86 anos tricota gorrinhos para bebês prematuros de UTI

Ed Moseley, de 86 anos é um aposentado que vive em um lar de idosos, no estado da Georgia na America do Norte (EUA). Ademais, o lar tem um programa que objetiva tricotar gorrinhos para recém-nascidos prematuros. Ed não hesitou em se inscrever no programa, mesmo nunca ter tricotado antes na vida.

Segundo o Ed ele pediu a filha que lhe comprasse um kit para tricotar, com as instruções. Para ele como o kit tinha as orientações de como fazer tricô, ele não teve dificuldades em aprender o ofício. Após dois ou três gorros ele conseguiu fazer um bem acabado.

Os gorros

Atualmente ele  já fez mais de 400 gorrinhos. Os gorros o ajudam a manter-se ocupado e ele fica muito feliz de ajudar o próximo. Inclusive já tricotou para todos os netos. Inspirados pela atitude de Ed, colegas e equipe do lar o ajudam em seu em seu projeto .

Para os pais das crianças internadas, o ato desse senhor é realmente importante, mesmo que seja simples:

Segundo Doug Bunt, pai de um bebê, isso significa muito para ele pois é seu segundo período na UTI.  É muito bom saber que existem outras pessoas que estão pensando no bem-estar desses bebês, nossos bebês.

O Northside Hospital, cuida aproximadamente de 2.000 bebês prematuros a cada ano, qualquer ação de caridade é muito valorizada pelo  hospital.

Linda Kelly, gerente clínica do berçário de cuidados especiais explica que é ótimo receber esses presentes maravilhosos, um presente deixado ao lado da cama ou uma enfermeira colocando o chapéu na cabeça do bebê, faz esse lugar parecer menos um hospital, é bastante importante que as famílias vejam o bebê como um bebê e não como um paciente, e isso ajuda muito.

Motivação

Contudo, Ed  se mantém motivado devido ao fato de que quando alguém aprecia algo que você faz, isso faz com que você se sinta bem, naturalmente. Ele se diverte muito fazendo isso e hoje está mais experiente. Ele está muito feliz com a oportunidade de fazer o bem para crianças e os familiares das crianças.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://osegredo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar