Crianças Especiais,  Fases e Fatos,  Infância

Garoto com necessidades especiais tenta tirar a própria vida após sofrer bullyng

Um garoto, de 11 anos, com necessidades especiais tentou tirar a própria vida após sofrer bullyng de professor.

Jamari Dent, tentou o suicídio, em fevereiro deste ano. Porém, sua história só veio à tona  no último dia 12, em razão de sua mãe processar as escolas públicas de Chicago, nos Estados Unidos, onde a criança estudava.

O fato naquelas escolas é recorrente, além da família do menino, outros dois pais estão processando as escolas, por conta do bullyng praticado por alguns professores.

Jamari sofreu durante um ano, em ambas escolas que ele foi. Medgar Evers, a primeira escola, o menino sofreu bullying de alunos e de professores. Uma professora foi quem cometeu mais bullying nesta escola. Segundo consta no processo, esta tal “professora” além de xingar o garoto de “retardado”, “idiota”, entre outros adjetivos pejorativos, ainda fez comentários racistas contra Jamari.

Em um certo momento ela chegou a dizer que o cabelo afro ‘o deixava burro’. Além disso, ela chegou a agredi-lo fisicamente.

Teirra Black, mãe da criança ao perceber que a direção não tomava qualquer providência em relação as agressões o retirou da escola.

Ele foi transferido para a Woodson Elementary, e lá os abusos foram ainda pior, e ele chegou a ser agredido por professores várias vezes.

Foi quando ele tentou tirar sua vida se enforcando, mas felizmente foi salvo pela irmã que o encontrou pendurado.

Contudo, infelizmente pelo tempo que ficou sem oxigenação no cérebro ele terá de respirar com ajuda de aparelhos para o resto de sua vida.

Os processos contra as escolas continua em curso e esperamos que os responsáveis sejam punidos.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://www.folhadoes.com/

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *