Fases e FatosGravidez

Bebês de barriga de aluguel se “acumulam” na Ucrânia devido a bloqueio de Covid

Bebês de barriga de aluguel, estão sendo cuidados em um Hotel, em Kiev, na Ucrania.

Muitas mulheres sonham e ser mãe. E uma das opções pode ser por meio de barriga de aluguel. No entanto, a prática não é permitida em muitos países.

Diante disso, muitas famílias buscam opções em outros países para fazer esse tipo de procedimento.

Entenda o caso

A capital da Ucrânia Kiev é conhecida por um  serviço de barriga de aluguel. Uma empresa da cidade a BioTexCom, diante da pandemia mundial de coronavírus, acabou “acumulando” bebês.

De acordo com o jornal The Sun, são 46 crianças à espera dos pais de países como Reino Unido, Estados Unidos, Itália e China. Estima-se que eles pagaram valores entre £ 5.745 e 57.365  para formar suas famílias.

No entanto, a imagem compartilhada pela BiotexCom chocou Liudmila Denisova, ombudsman de direitos humanos do parlamento ucraniano.

Um vídeo foi divulgado nas mídias sociais e compartilhado por meio do site de uma das clínicas de Kiev. Ele mostra 46 bebês que estão em hotel. Todos eles nasceram de mães de aluguel para cidadãos de vários estados estrangeiros. Este vídeo confirma que a situação com a prestação de serviços de barriga de aluguel por esta clínica é massiva e sistêmica, e as tecnologias de barriga de aluguel são anunciadas e apresentadas como ‘mercadorias de alta qualidade’, afirmou. Já Denis Herman, principal advogado da empresa, disse que os bebês estavam lá porque a Ucrânia “está entre os países que fecharam completamente as fronteiras devido a Covid-19“.

O vídeo

O vídeo foi feito com o intuito de tranquilizar os pais que não podem ir buscar os filhos. A administradora do Hotel, Marina onde estão os bebês relata que os bebês são cuidados por babás 24 horas por dia. Que todos os dias os bebês passeiam ao ar livre e tomam banho. O próprio vídeo confirma que são 46 crianças no hotel.

Ela afirma também que os bebês são mostrados aos pais através de chamadas de vídeo e que eles são informados diariamente sobre a quantidade de leite que as crianças tomam, como dormem, peso e assegura que as crianças são monitoradas por médicos.

A pediatra Tatiana Lisovskaya conta que os bebês estão isolados e que todas as enfermeiras  moram lá, e que evitam qualquer contato com o mundo exterior”,

O BioTexCom afirma ser “um centro de reprodução moderno, bem desenvolvido e sempre em expansão, que lida com casais inférteis estrangeiros”. “Não é um segredo que programas de barriga de aluguel sejam proibidos em quase toda a Europa. A doação de óvulos é permitida apenas em alguns países, mas muitas vezes esses programas oferecem condições não muito favoráveis ​​(para pacientes e doadores).

Na Ucrânia, no entanto, todos esses programas são absolutamente legais. É por isso que os europeus procuram ajuda médica fora de seus países de origem. Para a maioria dos cidadãos da Alemanha, França, Itália, Espanha, Inglaterra e outros países, a Ucrânia se tornou o lugar da condução legal de programas de TARV, como barriga de aluguel e doação de óvulos”, explica a clínica através de seu site.

Após a proibição na Índia e na Tailândia, apenas a Ucrânia, Geórgia e o Cazaquistão fazem esse porcedimento.

O vídeo foi fortemente criticado pelo site Rodina, mantido pela Comissão Católica para a Pastoral da Família: “Na vasta maioria dos países europeus e estados americanos, a barriga de aluguel comercial é proibida.

Até momento, a Ucrânia tem 16.847 casos oficialmente relatados de coronavírus e 456 mortes.

 

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://revistacrescer.globo.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar