Fases e Fatos,  Gravidez,  Primeira Infância

Médico além de trazer bebês ao mundo costura à mão mantas para cobri-los

Dr. Erik Bostrom,  é uma dessas pessoas. Médico, com 33 anos de idade, que trabalha na área rural do estado norte-americano Minnesota. Além seu trabalho diário como médico, no Centro de Cuidado da Saúde de Riverwood. onde ele cuida da população local, inclusive na área obstétrica, ele encontrou uma maneira de tornar o momento do nascimento dos bebês da cidade ainda mais especial.

Apesar de nunca ter estudado corte e costura, nem ter família ensiná-lo ele comprou uma máquina  de costura usada e aprendeu sozinho a costurar, para que pudesse confeccionar mantas personalizadas para todos os bebês que ajudava a trazer ao mundo.

“Muito do meu tempo é gasto cuidando de pessoas velhas e doentes”, disse Erik. Mas quando um bebê nasce, “ao invés de tristeza e sofrimento, as pessoas estão cheias de alegria e excitação. É uma parte muito legal da Medicina.” relata Eric

Erik teve a ideia das mantinhas após a sugestão de uma colega de trabalho, que disse que esse presente traria uma segurança a mais para os pais dos bebês. Erik achou a ideia excelente e via a oportunidade de mostrar o carinho com os pacientes e seus novos bebês.

Novo ofício

Após aprender o novo ofício, diz que não achou tão difícil como ele imaginava. Ele se apaixonou pelo trabalho e agora também aprendeu a bordar.  Para poder fazer as mantinhas ele ainda separou um quarto em sua casa onde ele prepara os presentes, que vem  com a data de nascimento, peso, altura e nome de cada bebê.

O médico trabalha em Riverwood há dois anos, começou logo depois de se formar na faculdade de Medicina da Universidade de Minnesota.

Ele leva aproximadamente três horas para fazer cada manta. Cerca de dois bebês todos os meses ganham uma, e ele garante que adoram os presentes.

As mães se sentem muito agradecidas com as mantinhas personalizadas. “É um lindo cobertor. É algo que ela vai valorizar por toda a vida. Ele usa o tempo livre para fazer isso por seus pacientes. Isso é demais”, declarou uma das mães, que também disse ter certeza de que escolheu o médico certo para trazer sua filha ao mundo.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:http://www.startribune.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *