Fases e FatosGeralPrimeira Infância

Garoto não resiste a vírus adormecido do sarampo e mãe faz alerta

Garoto não resiste a vírus adormecido do sarampo e mãe faz alerta

Um menino quando ainda era um bebê contraiu sarampo, em Londres, na Inglaterra. No entanto, o vírus ficou adormecido no menino e voltou com tudo.

A mãe dele Gemma Larkman-Jones  fez um alerta para que todos os pais que não vacinaram seus filhos saibam do risco que estão correndo.

Samuel era um bebê e não podia ser vacinado quando contraiu o sarampo. Ele apresentou os sintomas vírus, tais como febre e manchas vermelhas na pele. Ele foi medicado e dias depois já estava bem.

Todavia, seis anos após o episódio Samuel morreu em decorrência do sarampo que contraiu quando era um bebê.

A partida

Entretanto, ele faleceu no último mês de abril em decorrência de uma Panencefalite esclerosante subaguda (SSPE), doença que afeta o sistema nervoso central (cérebro e coluna).

Esta doença é causada por uma forma modificada do vírus do sarampo que pode ficar anos adormecida no organismo da pessoa após ela ter tido sarampo.

Os sintomas de Samuel começaram a aparecer em dezembro de 2018 quando o menino mudou drasticamente seu comportamento, de calmo ele passou a ser desobediente.

Em fevereiro do ano seguinte Samuel se queixava de cansaço, não conseguia mais fazer as atividades de sua rotina normalmente e passou a perder a memória.

Samuel foi levado ao hospital, mas após exames os médicos não conseguiam fechar o diagnóstico. Dessa forma, o menino voltou para casa, até que caiu da cadeira da escola e não conseguiu mais levantar-se.

A mãe dessa vez, levou o filho a outro hospital que o diagnosticou com SSPE.

O alerta

Em depoimento a publicação britânica The Sun, Gemma contou que o filho entrou em coma pouco tempo depois. A família ficou ao lado do menino até o último suspiro. Eles esperavam que ele voltasse, mas não voltou.

Gemma contar sua história para alertar outras famílias sobre o  SSPE e ressaltar a importância da vacinação infantil. Samuel só não tinha sido vacinado porque não tinha idade para tal, mas se as outras pessoas que passarqm por ele tivessem tomado a vacina talvez a doença não tivesse chegado ao seu filho e ele não teria partido.

 

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

 


Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar