Crianças Especiais,  Fases e Fatos,  Infância

Garota australiana menstruou aos 4 anos e aos 7 já está na menopausa

Uma garotinha australiana tem sofrido precocemente sintomas que a maioria das mulheres só tem na maturidade.

Emily Dover, é de de Nova Gales do Sul,  na Austrália e desde muito pequena vem desenvolvendo muito precocemente. A menina que aos 2 anos viu suas mamas começarem a crescerem, aos 4 começou a menstruar, agora aos 7 anos já está passando pela menopausa.

O único desejo da mãe de Emily, Tam Dover, é que a garota possa ter uma vida normal. Porém, essa normalidade é muito difícil em razão dela ter que vivenciar uma realidade muito diferente da das crianças da sua idade.

Segundo Tam é de partir o coração não poder comprar para sua filha vestidos normais para sua idade, já que para ela Emily parece mais uma adolescente, em razão do volume dos seus seios.

“A gente é diferente”

A mãe de Emily também relata que por vezes a garota a questiona  por que ela tem barriga e por que tem seios grandes. Para poder responder sua filha, Tam diz que Emily é especial. “A gente é diferente“, diz.

Todavia, a mãe está ciente que não é fácil estar nessa situação. E que algumas vezes a a filha passa por situações desagradáveis na escola.

No momento, a garota está estudando no 1º ano escolar, ela já tem pelos pelo corpo e seu peso é muito superior das amigas de escola. Suas roupas, são roupas de adolescentes.

Mesmo sofrendo precocemente por anos, a resposta sobre o porquê isso acontece com Emily só veio há pouco tempo. A menina foi diagnosticada com a rara doença de Addison, que torna a produção de hormonas estero ides insuficiente.

Além de todas as diferenças físicas a garota tem diversos sintomas da patologia tais como: dores abdominais, perda de peso, fraqueza, hiperpigmentação da pele, e mucosas.

A doença de Emily é tão rara que atinge em média 1,4 a cada 10 mil pessoas, sendo frequentemente diagnosticada em mulheres com meia idade. Diferente do que aconteceu com Emily, já que a menina estava apenas com sete dias de vida quando sentiu o primeiro sintoma da doença de Addison.

Doença de Addison

Doença de Addison é um raro e progressivo distúrbio que se define por um mau funcionamento das glândulas supra-renais, ou seja, não produzem uma quantidade suficiente de hormonas que respondem ao stress (como a adrenalina) nem androgénios. Para além disso, também não estão a processar as proteínas, gorduras nem a glicose. Esta doença afeta seis em cada 100 mil pessoas. No caso da australiana, as consequências são um desenvolvimento sexual acelerado, a puberdade precoce, o autismo e o distúrbio do processamento sensorial, isto é, o cérebro tem dificuldade em receber informações relativas aos diversos sentidos.

Segundo Tam, a menina quando menstruou pela primeira vez aos 4 anos pensou que havia feito cocô nas calças.

Tam, que além de Emily, é mãe de mais três filhos, diz que a menina “não teve sequer a chance de ser criança”. Tam também diz que Emily tem bastante consciência sobre o seu corpo. Mas nem sempre é fácil explicar para a menina o que está acontecendo com ele, por isso seus pais tentam reagir com suas respostas conforme a garota reage.

Os primeiros sintomas

Todavia, no começo, Emily era um bebê como qualquer outro, mas isso mudou já na sua primeira semana de vida.

Contudo, quando a menina começou a chorar de dores no corpo e sentir dificuldades para dormir. Dai por diante a doença só mostrou mais sintomas, e aos 4 meses Emily já estava do tamanho normal para uma criança de um ano.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://sol.sapo.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *